Disputa judicial em Santa Rita

Brasil-1727-19-cut

Participantes do Seminário do Max-Planck

O Max-Planck-Institut für europäische Rechtsgeschichte organizou no Goethe-Institut de São Paulo, de 10 a 12 de novembro de 2015, o Seminário “Novos campos de pesquisa da história das instituições eclesiásticas e suas normatividades no Brasil (séculos XVI-XIX)”. O evento, de elevado nível intelectual, permitiu o encontro de pesquisadores de vários lugares do mundo interessados em Direito colonial.

Professores Daniel Pêcego e João Carlos Nara

Professores Daniel Pêcego e João Carlos Nara

Os professores Daniel Pêcego e João Carlos Nara apresentaram o conflito surgido a partir do pedido de aplicação particular do direito de padroado por parte do criador da Irmandade de Santa Rita, dom Manuel Nascentes Pinto, cujo requerimento foi negado pelo Bispo do Rio de Janeiro. O processo judicial, que durou trinta anos até a sua conclusão em 1753, é um caso típico que evidencia a religiosidade carioca setecentista.

Está no prelo o livro com os resultados do seminário, editado pelos acadêmicos Benedetta Albani, Otto Danwerth e Thomas Duve. A publicação fará parte da coleção “Global Perspectives on Legal History”.

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *