Retrospectiva de 2019

Fim de ano é momento de balanço. E ao fazer nosso balanço de fim de ano e ao dar início ao novo, a palavra de ordem deve ser otimismo!

Otimismo é saber sonhar. Sonhemos, pois ficaremos aquém!

Vejam quanta coisa legal aconteceu no tricentenário de Santa Rita:

  • Apesar de terem “sepultado” novamente os pretos novos com o VLT, a nova estação da Linha 3, chamada Santa Rita Pretos Novos, está servindo de uma baita propaganda para a população carioca.
  • Assumi a editoria da Revista do IHGRJ junto com Nelson Senra.
  • Lancei o novo livro O Rio de Janeiro entre conquistadores e comerciantes.
  • Licenciei-me em História.
  • Defendi a tese de doutorado sobre O Cemitério de Pretos Novos de Santa Rita.
  • Diversos grupos puderam conhecer a freguesia de Santa Rita por meio de inúmeras visitas guiadas.
  • Centenas de pessoas assistiram a importantes conferências ao longo do ano sobre o tema da escravidão na freguesia de Santa Rita.

Desejo a todos os meus leitores que 2020 venha repleto de novas conquistas! Vale lembrar que em 2020 o Rio de Janeiro é a Capital Mundial da Arquitetura e a sede do UIARio2020 e do Fórum Mundial de Cidades.

Salve, Santa Rita!

Um Feliz e Santo Natal para todos!



Citar este post
João Carlos Nara Jr. (2019, 21 Dezembro). Retrospectiva de 2019. FREGUESIA DE SANTA RITA DO RIO DE JANEIRO. Recuperado em 15 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/tvn1

Publicado por

João Carlos Nara Jr.

Arquiteto e Urbanista (UFF), doutor em História Comparada (UFRJ), mestre em Arqueologia (Museu Nacional/UFRJ) e licenciado em História (UniRio). Assessor de Patrimônio Cultural do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ. Foi Coordenador-geral do Projeto Resgate de documentação histórica Barão do Rio Branco e Membro da seção brasileira da Comissão Luso-Brasileira para Salvaguarda e Divulgação do Patrimônio Documental (COLUSO) de 2020 a 2022. Sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro (IHGRJ). Dedicou-se à preservação do Patrimônio Cultural em âmbito federal como Diretor Executivo da Fundação Biblioteca Nacional (2022), Coordenador de Cooperação Institucional da Fundação Biblioteca Nacional (2020-2021), chefe substituto da Equipe de Engenharia do Arquivo Nacional (2019-2020) e arquiteto do Escritório Técnico da UFRJ (2013-2018). Pesquisa o Rio de Janeiro colonial e tem interesse por hodologia (rotas, caminhos e métodos), abordagem 4A (Arquitetura, Arte, Arqueologia, Antropologia) e enfoque OPEN (objetos, práticas, entornos e narrativas). Coordena atualmente o projeto Identificação e exposição dos documentos históricos relativos ao processo de Independência do Brasil, aprovado no âmbito do Edital da FAPERJ: Programa Apoio a Projetos no Âmbito do Bicentenário da Independência do Brasil (2021-2024).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search