Queixas, querelas e denúncias

É importante conhecer melhor o papel da Igreja no processo de construção do Brasil durante o Antigo Regime. Nesse sentido, destaca-se o trabalho da historiadora mineira Patrícia Ferreira dos Santos Silveira, que explora as relações entre a Igreja e o Estado Moderno em seu recém-lançado livro Excomunhão e economia da salvação.

Pelos meandros das queixas, querelas e denúncias no tribunal eclesiástico de Minas Gerais no século XVIII, a obra analisa os mecanismos da justiça eclesiástica para a implantação do Império lusitano cristão no Brasil, entre a virtude e o vício, a vingança e o perdão.

Mais informações na resenha de José Manuel Louzada Lopes Subtil, Professor Catedrático da Universidade Autônoma de Lisboa.


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *