A família Nascentes Pinto

Brasão de Armas dos fidalgos Nascentes Pinto

O genealogista Nelson Pamplona, Sócio Titular do Colégio Brasileiro de Genealogia, publicou, em edição particular, um extenso levantamento sobre a família Nascentes.

Dom Manoel (1672-1731) e dona Antônia Maria (1677-1749) Nascentes Pinto foram os pioneiros da devoção a Santa Rita no Brasil e os fundadores da igreja dedicada à taumaturga italiana na cidade do Rio de Janeiro.

Referência: PAMPLONA, Nelson Vieira. Os Nascentes Pinto. Rio de Janeiro, s/ed., 2016.

 


OpenEdition sugere que esta publicação seja citada da seguinte forma:
João Carlos Nara Jr. (15 de Março de 2017). A família Nascentes Pinto. FREGUESIA DE SANTA RITA DO RIO DE JANEIRO. Recuperado em 15 de Julho de 2024 de https://doi.org/10.58079/tvjg


Publicado por

João Carlos Nara Jr.

Arquiteto e Urbanista (UFF), doutor em História Comparada (UFRJ), mestre em Arqueologia (Museu Nacional/UFRJ) e licenciado em História (UniRio). Assessor de Patrimônio Cultural do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ. Foi Coordenador-geral do Projeto Resgate de documentação histórica Barão do Rio Branco e Membro da seção brasileira da Comissão Luso-Brasileira para Salvaguarda e Divulgação do Patrimônio Documental (COLUSO) de 2020 a 2022. Sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro (IHGRJ). Dedicou-se à preservação do Patrimônio Cultural em âmbito federal como Diretor Executivo da Fundação Biblioteca Nacional (2022), Coordenador de Cooperação Institucional da Fundação Biblioteca Nacional (2020-2021), chefe substituto da Equipe de Engenharia do Arquivo Nacional (2019-2020) e arquiteto do Escritório Técnico da UFRJ (2013-2018). Pesquisa o Rio de Janeiro colonial e tem interesse por hodologia (rotas, caminhos e métodos), abordagem 4A (Arquitetura, Arte, Arqueologia, Antropologia) e enfoque OPEN (objetos, práticas, entornos e narrativas). Coordena atualmente o projeto Identificação e exposição dos documentos históricos relativos ao processo de Independência do Brasil, aprovado no âmbito do Edital da FAPERJ: Programa Apoio a Projetos no Âmbito do Bicentenário da Independência do Brasil (2021-2024).

17 comentários em “A família Nascentes Pinto”

  1. Bom dia, João Carlos

    Estou tentando pesquisar a origem dos pais de minha tetravó Lucia da Cruz Nascentes (ou Lucia Francisca de Paula Nascentes), nascida em 1814 em São João del Rei e falecida na mesma cidade em 1857. Seus pais eram Francisco de Paula Nascentes e Francisca Florinda da Costa. Acredito que tem ligacoes com Rio de Janeiro, já que alguns de seus filhos (era mãe solteira assumida) foram residir com seus tutores (possíveis pais) no Rio de Janeiro, segundo sua vontade em testamento. Será que tem ligacão com os Nascentes Pinto?

    1. Oi, Maria. Conferi no livro do Nelson Pamplona e constatei que ela foi a oitava filha de Francisco de Paula Nascentes, um pardo forro que nasceu por volta de 1750 em São João d’El Rei, casado com Francisca Florinda da Costa Silva, preta forra também. Ao longo do século XVIII, existiram em Congonhas do Campo um Pe. Francisco de Paula Nascentes e um Frei Antônio Nascentes. É possível que aquelas pessoas forras tenham herdado o nome deles, talvez por serem padrinhos ou ex-patrões. Coerentemente, Nelson Pamplona afirma no seu livro que os ramos mineiros dos Nascentes não têm relação com os Nascentes Pinto do Rio de Janeiro.

  2. Bom dia João Carlos aqui e o Luiz Nascente de Goiânia quero adquirir alguns livros como faço.Em 2012 mandei alguns dados de nossa família p o Nelson gostaria de falar com ele por telefone peça p ele me ligar se possível (62) 99972-4844ou me de telefone dele q eu ligo

        1. Oi Mônica. Você precisa recorrer a um genealogista, ou fazer a pesquisa nos inúmeros bancos de dados que há pela internet.

    1. Olá, João Carlos, eu me chamo Priscila, meu sobre nome é Nascente, porém a minha família tem alguns Nascentes, eu nunca entendi se os Nascentes é da mesma origem dos Nascente, ou se foi somente um erro do cartório.

  3. Nesta árvore genealógica tem a Sra.
    Elisa Nascentes Pinto de Magalhães Hafers,
    minha bisavó? Se tiver como faço para obter o livro?

    1. Oi, Alexandre
      O livro traz a genealogia dos Nascentes Pinto. No final, ele tem um índice onomástico, mas é por prenome. Que nome você busca exatamente?

      1. Então, eu não sei exatamente a trajetória da minha família Nascentes, no caso, Nascentes Coelho. Meu bisavô, Helcias Nascentes Coelho (1897 – 1855) é de Belo Horizonte. O pai dele, meu trisavô, chamava-se Narbal Nascentes Coelho (1859 – 1935), ele era irmão de Edgar Nascentes Coelho (1853 – 1917), uma pessoa que teve uma respectiva importância em BH devido aos projetos arquitetônicos elaborados por ele. Tanto meu trisavô, quanto seu irmão, Edgar, eram de Rio de Janeiro, na verdade. Seus pais, meus tetravós, era Lucinda Nascentes Coelho (~1831~ – 1896) e José Narciso Nascentes Coelho, também nascidos em RJ. Pelo fato de terem nascidos na mesma cidade que os Nascentes Pinto, eu gostaria de saber se existe alguma relação, se são os mesmos e se teve alguma alteração no sobrenome em algum tempo.

        Observação: Edgar e Narbal eram irmãos de Edmundo Bráulio Nascentes Coelho (1856 -1927). Pelo o que consta nos jornais do século XIX, Edmundo também teve um destaque em RJ.

        1. Sua árvore é essa:
          Narbal Ulrich Nascentes Coelho
          Lucinda Carlota Rangel Nascentes Pinto (1831-1896)
          Manoel Nascentes Pinto III (1791-1857)
          Antônio Nascentes Pinto (1740-1812)
          Ignacio Nascentes Pinto (1714-?)
          Manoel Nascentes Pinto I (1672-1731), fundador de Santa Rita
          Manoel Nascentes & Maria Pinto (ambos moradores da freguesia de São João Batista da Foz, no Porto)

          1. Interessante, não sabia que Narbal tinha Ulrich no meio de seu nome. As fontes que eu encontrei de Lucinda estava em Nascentes Coelho, conclui-se então que Coelho é de seu marido. Analisando os respectivos nomes no Geni.com e no Familysearch, não encontrei o nome de Lucinda como filha de Manoel III. A fonte de tal informação está no livro? O livro leva até o nome de Narbal então?

            Fiquei curioso com outra coisa, a imagem do perfil no link abaixo corresponde de fato ao Antônio?

            https://www.geni.com/people/Antonio-Nascentes-Pinto/6000000014504046394?through=6000000082944745054

            Tento fazer minhas pesquisas com a mior cautela possível, e sua informação foi bem significativa pra mim. Em breve adquirirei o livro. Muito obrigado !

  4. Boa tarde, descendente da familia Nascentes Patos de Minas MG, gostaria de adquirir o livro que foi publicado recentemente, favor envie-me dados necessários quanto á forma de pagamento.Agradeço e aguardo pelas informações.EE

    1. Oi, Evanio
      Você pode adquirir o livro diretamente do autor: nelson.pamplona@uol.com.br.
      O preço é R$ 80,00, acrescido do envio postal de R$ 20,00, ou seja: R$ 100,00.
      O livro tem 240 páginas e apresenta as árvores genealógicas onde constam 3.600 familiares, envolvendo os Nascentes originários do Rio de Janeiro e Macaé (RJ) e de Patos de Minas e Maripá (MG).
      Abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search